Maternidade: experiência para toda a vida

O buraco negro

Nas casas onde morei sempre existiram um buraco negro. E na sua?

Entenda-se pela existência do buraco negro a explicação possível para o sumiço de coisas dentro de casa. E não estou falando de coisas de valor, do tipo que você suspeitaria de alguém estranho da casa levando (graças a Deus nunca tivemos problemas com isso). Mas falo de pequenas coisas, as vezes meio sem importância, mas que no fundo, no fundo, você daria tudo para não ter perdido, tipo a tarracha do seu brinco preferido, a caneta que deveria ficar ao lado do telefone para você anotar o recado  e que nunca está lá quando você precisa (meu pai tem uma tática infalível contra isso – pergunte-me como! kkkkkkkkkkkkkkkk), a tampa da pasta de dentes que caiu no chão do banheiro e nunca mais apareceu…

Depois que Mirela nasceu, as coisinhas dela também estão na mira do buraco negro. Será que é só aqui em casa? Sei não…O endereço do buraco negro deve ser o tal de “beleléu”, que minha mãe fala quando some alguma coisa: “ihhhhh, foi pro beleléu!”. É, definitivamente, as coisas de Mirela, tão novinhas, já estão indo para o buraco negro, via “beleléu”.

Já há perto de 1 ano que comprei um conjunto de talheres de inox infantil para Mirela, com garfo, faca e colher, mas esta última, simplesmente foi devorada por alguma panela em cima do fogão, ou derreteu enquanto a sopa da Mirela esfriava, ou mais simples, foi para o buraco negro aqui de casa. Até hoje não me conformo: onde a colher foi parar? Que rumo tomou? Ganhou vida própria e voltou para a loja?

Hoje, eu e vovó Ivanete estávamos brincando com Mirela e seus gizes de cera novos quando, de repente, ela levou um tropeção, caiu (quedinha básica, nada demais) e um dos lápis de cera que estava em sua mão quebrou, sendo que a metade dele simplesmente foi abdusida, escafedeu-se, desapareceu sem que ao menos pudéssemos notar o rumo que  tomou. E eu tinha que encontrar o tal pedaço perdido de giz de cera azul, porque uma hora dessas, se ele resolvesse aparecer primeiro para o mini-serzinho riscante aqui de casa, eu teria que dar adeus à metade das paredes brancas da sala.

Embaixo da geladeira? Nada! Embaixo da mesa? No meio dos brinquedos da Mel? Nada… E eu tendo que tomar banho, cozinhar, etc, etc…e entre uma tarefa e outra, voltava a me abaixar para ver se o giz de cera acabava com a brincadeira de esconde-esconde. Nada, nada…

Lá se foi boa parte da manhã e eu já estava conformada pedindo que o buraco negro não cuspisse o giz de cera bem na mão da Mirela sem me avisar, porque o estrago seria dos maiores…

Pois é…Mas no meio da arrumação da cozinha, ao arrastar o garrafão de água mineral que estava no chão, eis que o giz de cera olha para mim e ri da minha cara: “e aí, te peguei, hein?!” E eu, num sopro de alívio gritei alto para minha mãe ouvir, mas como se fosse um brado de triunfo, guerra ganha contra o buraco negro: “ACHEI!”… E fui seguida pelo eco mais lindo do mundo: “..chei!” (Mirela vindo do quarto correndo para ver o que eu tinha achado…ainda bem que EU “..chei” primeiro que ela!)

4 comments

  1. luciana /

    KKKKKKKKKKKKKKKK É sim Tati toda casa tem um buraco negro.. é verdade, principalmente quando a mãe trabalha fora no horário comercial e só tem o fim de semana para arrumar e/ou procurar as coisas e aí já viou.. não é tempo suficiente para o buraco negro ele é mais rápido.. kkkkk

  2. Rose Sampaio /

    kkkkkkkkkkkkkkkkkk concordo plenamente!
    Aqui em casa tambem tem um, algumas coisinhas da minha filha vivem sumindo! Coisinhas simples como fivela,tiara de cabelo, pulseiras etc! E eu só dou conta quando preciso usar nela! Imagine quantas outras coisas ja sumiram e eu nem percebi!

    Bjos!
    Deus abençoe vcs duas! =)

  3. Ahhh esse buraco negro existe em toda casa sim viu Tati… Lembro que nas casas em que morei com minha família até sutiã já foi para o buraco negro… rsrsrs… é impressionante!!! Agora talheres era de praxe, mas com o tempo fui percebendo que os talheres normalmente vão parar no lixo… já peguei vários no lixo e não foi só na minha casa não. Normalmente junta-se os restos de comida, guardanapos usados na refeição tudo num só prato ou travessa ou panela e eles acabem se misturando sem que a gente perceba e acabam indo para o buraco negro “lixo”… kkkk
    Beijossssssss
    Obs.: Tenho novo e-mail

  4. Lucielena /

    Tati…

    Aqui também tem um tal de beleleú….e pior ainda é quando o Lucca quer coisas que tenho certeza que estão nesse tal buraco que até então eu não sei onde fica…É uma luta para tirar essa ideia de querer justamente o que não está a vista dele…e ou eu tenho que sair igual a vc procurando o tal objeto tão desejado por ele…kkkkkk
    Amo seus textos ! Amei ve-las, amei nossos papos ! Volto em breve viu ?
    Precisando, sabe onde me achar !
    Bjs carinhosos Lu

Leave a Reply